sábado, 9 de agosto de 2008

Poderia soar clichê dizer que “a primeira vez a gente nunca esquece”, se o último domingo não tivesse sido repleto daqueles momentos que ficam para sempre na memória. Na primeira homenagem do Poesia no Leme a uma mulher, Denizis Trindade mostrou seus versos que, de forma única, unem texto e interpretação sob a mesma aura de sensualidade. Foram lidos também inúmeros poemas do New Book New Look, livro de Denizis que está à venda em nossa livraria itinerante. E Marcelo Mourão também fez um texto em homenagem a ela que será postado aqui em breve. Este domingo marcou também a primeira apresentação em público do grupo Biodanza/Poema Gesto, coordenado por ela e Cairo Trindade, que trabalhou os poemas “As mortes” (Tanussi Cardoso), Enigma (Cairo Trindade), e A lua foi ao cinema (Paulo Leminski). Neste último, vale destacar a participação de Marcela, filha da Karla Sabah, que ficou uma graça como a “Princesa das Nuvens”. E ficamos honrados com a presença do filho Lucky Luciano, vocalista da banda Monstros do Ula Ula e filho de Paulo Leminski, que pela primeira vez foi prestigiar nosso evento.
Aliás, como tem sido a tônica dos nossos domingos, tem sempre algum poeta que aparece lá pela primeira vez. Neste último, um dos poetas estreantes sentiu-se tão à vontade que subiu várias vezes a nosso “palco”, o que nos deixou muito felizes. Outra que também estreou foi a poetisa Lea Araripe, freqüentadora do Poeta Saia da Gaveta, evento que ocorre às terça-feira no Méier em Marechal Hermes, e que também conta com a coordenação de Marcelo Mourão. Muitos outros poetas também marcaram presença, como Antonio Gutman, Teresinha, Suzanne, Luiz Fernando Prôa (que nos presenteou com um belo poema), Alda Passos, Adriana Monteiro de Barros, Fernão Monteiro e Maysa Britto, João João, Ricardo Maia, Bia Provasi, Bebeto Tornaghi. Valentim Fernandes fez uma bela homenagem às mulheres, recitando Tinha Barroso e outras poetisas.
Ainda falando em primeira vez, em nossa última Pelada Poética estreamos a linda faixa que Mamma Giuly nos deu de presente. E, por fim, foi a primeira vez que comemoramos dois aniversários num mesmo domingo: o da nossa amiga Clauky Saba e o meu! (obrigado à Selma Tornaghi pelo delicioso bolo).
E, para você que ainda não conhece nosso sarau de poesia, fica aqui o recado: não é tarde para a primeira vez! Abraços.

Um comentário:

m.de.duarte disse...

Parabéns aos coordenadores e idealizadores do projeto Poesia no Leme. Estive hoje pela primeira vez participando e adorei. Nada mais poético que poesia à beira mar ao por do sol em uma das praias mais belas da nossa cidade maravilhosa. Que continuem assim. Estava acamada, mas resolvir dar uma passadinha para conhecer. Por certo não deixarei de retornar. E para quem é tímido, eu digo, dá pra participar na boa. Fui muito bem recebida, sendo eu desconhecida da área. Não é programa de talentos é apenas revelar o que há de bom em nós.
Márcia Regina de Araujo Duarte